22 de dezembro de 2008

Escritor do mês

O mês de Dezembro foi dedicado às escritoras Ana Maria Magalhães e Isabel Alçada. Foi a turma A do 6º Ano que partiu à descoberta e realizou alguns trabalhos sobre estas duas escritoras. Vejam o que eles fizeram e resolvam as sopas de letras que nos apresentam. Podem fazê-lo aqui, aqui, aqui, aqui e aqui.

16 de dezembro de 2008

O aquário

Os alunos de 2º e 3º anos da EB1 da Ribeira de Baixo realizaram este trabalho a partir da leitura de "O Aquário" de João Pedro Mésseder.

O Nosso Aquário

13 de dezembro de 2008

Outra História (desta vez verdadeira)


Há quem considere que as histórias são importantes!
Luis Soriano, um professor colombiano, é uma dessas pessoas. Com o seu BIBLIOBURRO, leva os seus livros de histórias aos que os não podem comprar. Leia o artigo aqui e veja as fotos.

Uma História

10 de dezembro de 2008

DIA (INTER)NACIONAL DOS DIREITOS HUMANOS



"Todos os seres humanos nascem livres e iguais em dignidade e em direitos. Dotados de razão e de consciência, devem agir uns para com os outros em espírito de fraternidade".



DUDH (1948)


Cumpre-se, este ano, o 60º Aniversário da Declaração Universal dos Direitos Humanos (DUDHA) .
A Assembleia da República de Portugal, reconhecendo a importância da Declaração Universal dos Direitos do Homem, aprovou em 1998 uma Resolução na qual institui que o dia 10 de Dezembro passa a ser considerado o Dia Nacional dos Direitos Humanos.


Para saberes mais sobre este assunto visita os sítios :


do Brasil:


de Portugal:
http://www.dgidc.min-edu.pt/inovbasic/rec/dudh/

ONU - Alto Comissariado para os Direitos Humanos -
Declaração em imensos idiomas, por ordem alfabética da sua designação em inglês:
http://www.unhchr.ch/udhr/navigate/alpha.htm


Informação sobre Portugal (o último relatório é de 2008, sobre mulheres)
http://www.ohchr.org/EN/countries/ENACARegion/Pages/PTIndex.aspx
(Agradeço à Maria José Vitorino a sugestão dos links)
Aqui fica, também, o link para um conjunto de pequenos filmes que ilustram cada direito humano.

27 de novembro de 2008

FEIRA DO LIVRO

(cartaz elaborado pelo ilustrador Gémeo Luís)

Tem início no próximo dia 2 a FEIRA DO LIVRO. Este ano, funcionará na Ludoteca e pode ser visitada até ao dia 5. O horário será das 9.00h às 17.00h e das 19.00h às 22.00h. (com excepção de 6ªfeira, dia 5, que não abrirá à noite). Teremos livros que abrangem a diferentes faixas etárias , desde os mais pequenos aos adultos. Visite a feira do livro, compre, leia .
Jorge Luís Borges disse:

“Chega-se a ser grande por aquilo que se lê e não por aquilo que se escreve”.

Seja "grande" e permita que outros o sejam. Ofereça um livro este Natal.

24 de novembro de 2008

CONCURSO NACIONAL DE LEITURA (1ª Fase)

Estão a decorrer as inscrições do Concurso Nacional de Leitura, 1ª fase (para alunos de 3º ciclo). A inscrição pode ser feita na Biblioteca ou junto do professor de Língua Portuguesa.

As obras a concurso são as seguintes:

7º Ano:

"Arroz do Céu" de José Rodrigues Miguéis (obra
aqui)

8ºAno:

“Saga”, in Histórias da Terra e do Mar, de Sophia de Mello Breyner Andresen (powerpoint acerca da obra
aqui)

“História da Gata Borralheira” in Histórias da Terra e do Mar, de Sophia de Mello Breyner Andresen (obra
aqui)

9ºAno:
“Aia” in Contos de Eça de Queirós (obra
aqui)
“O Tesouro” in Contos de Eça de Queirós ( obra
aqui)


A 4 de Janeiro será o dia da prova e, no caso de haver situações de empate, a segunda prova terá lugar a 9 de Janeiro.

10 de novembro de 2008

Lenda de S. Martinho



Martinho era um valente soldado romano que estava a regressar da Itália para a sua terra, algures em França.

Montado no seu cavalo estava a passar num caminho para atravessar uma serra muito alta, chamada Alpes, e, lá no alto, fazia muito, muito frio, vento e mau tempo.

Martinho estava agasalhado normalmente para a época: tinha uma capa vermelha, que os soldados romanos normalmente usavam.

De repente, aparece-lhe um homem muito pobre, vestido de roupas já velhas e rotas, cheio de frio que lhe pediu esmola.

Infelizmente, Martinho não tinha nada para lhe dar. Então, pegou na espada, levantou-a e deu um golpe na sua capa. Cortou-a ao meio e deu metade ao pobre.

Nesse momento, de repente, as nuvens e o mau tempo desapareceram. Parecia que era Verão!

Foi como uma recompensa de Deus a Martinho por ele ter sido bom.

É por isso que todos os anos, nesta altura do ano, mesmo sendo Outono, durante cerca de três dias o tempo fica melhor e mais quente: é o Verão de São Martinho.



Sabias que S. Martinho existiu na realidade? Não acreditas? Então, comprova o que te digo aqui.
Podes, se quiseres, fazer palavras cruzadas e adivinhar provérbios aqui.



PROVÉRBIOS

Provérbios de Novembro

Cava fundo em Novembro para plantares em Janeiro.
Em Novembro, prova o vinho e planta o cebolinho.
Nuvens em Setembro: chuva em Novembro e neve em Dezembro.
Tudo em Novembro guardado; em casa ou arrecadado.
Dos Santos ao Natal ou bom chover ou bom nevar.
Se em Novembro ouvires o trovão, o ano que vem será bom.
Novembro à porta geada na horta.
De Todos os Santos ao Advento, nem muita chuva nem muito vento.
Dos Santos ao Natal é bom chover e melhor nevar.
Por Santo André todo o dia noite é.
Em Novembro, chuva, frio e sol; e deixa o resto.
Trinta dias tem Novembro, Abril, Junho e Setembro; de vinte e oito, só há um, e os mais têm trinta e um.
Outubro lavrar, Novembro semear, Dezembro nascer.
Dos Santos ao Natal, Inverno natural.
De Santa Catarina ao Natal, mês igual.
De Todos os Santos ao Advento, nem muita chuva nem muito vento.
De Todos os Santos ao Natal, bom é chover e melhor nevar.


Provérbios de S. Martinho



Pelo S. Martinho semeia o teu cebolinho.
Se queres pasmar o teu vizinho, lavra sacha e esterca pelo S. Martinho.
Se o Inverno não erra caminho, tê-lo-eis pelo S. Martinho.
Pelo São Martinho deixa a água p'ró moinho.
No dia de São Martinho, mata o teu porco e bebe o teu vinho.
Pelo São Martinho, vai à adega e prova o teu vinho.
No dia de São Martinho, pão, sardinhas, castanhas e vinho
Mais vale um castanheiro do que um saco com dinheiro.

Dia de S. Martinho fura o teu pipinho.
Do dia de S. Martinho ao Natal, o médico e o boticário enchem o teu bornal.
Pelo S. Martinho mata o teu porquinho e semeia o teu cebolinho.
Dia de S. Martinho, lume, castanhas e vinho.
Pelo S. Martinho, prova o teu vinho, ao cabo de um ano já não te faz dano.
Pelo S. Martinho semeia favas e vinho.
Pelo S. Martinho, nem nado nem cabacinho.
Água-pé, castanhas e vinho faz-se uma boa festa pelo S. Martinho.
Por S. Martinho semeia fava e linho.
Pelo S. Martinho, nem nado nem no cabacinho.
Por S. Martinho todo o mosto é bom vinho.
A cada Bacorinho, vem seu S. Martinho.

Não há bacorinho sem seu S. Martinho.
Pelo S. Martinho todo o mosto é bom vinho.
Pelo S. Martinho, deixa a água pró moinho.
Quem bebe no S. Martinho faz de velho e de menino.


7 de novembro de 2008

A Viagem do Elefante


Foi colocado ontem nos escaparates das livrarias o novo livro de José Saramago “A Viagem do Elefante”. (Pode ler um fragmento aqui ou ver o pequeno filme no final do artigo)

O livro é um novo conto histórico do Nobel português, baseado em pouquíssimos dados.
O autor resumiu assim a obra:
"O livro narra uma viagem de um elefante que estava em Lisboa, e que tinha vindo da Índia, um elefante asiático que foi oferecido pelo nosso rei D. João III ao arquiduque da Áustria Maximiliano II (seu primo). Isto passa-se tudo no século XVI, em 1550, 1551, 1552. E, portanto, o elefante tem de fazer essa caminhada, desde Lisboa até Viena, e o que o livro conta é isso, é essa viagem."
"[Contei esta história] em primeiro lugar, porque me apeteceu, e em segundo lugar, porque, no fundo - se quisermos entendê-la assim, e é assim que a entendo - é uma metáfora da vida humana: este elefante que tem de andar milhares de quilómetros para chegar de Lisboa a Viena, morreu um ano depois da chegada e, além de o terem esfolado, cortaram-lhe as patas dianteiras e com elas fizeram uns recipientes para pôr os guarda-chuvas, as bengalas, essas coisas", referiu.
"Quando uma pessoa se põe a pensar no destino do elefante - que, depois de tudo aquilo, acaba de uma maneira quase humilhante, aquelas patas que o sustentaram durante milhares de quilómetros são transformadas em objectos, ainda por cima de mau gosto - no fundo, é a vida de todos nós. Nós acabamos, morremos, em circunstâncias que são diferentes umas das outras, mas no fundo tudo se resume a isso", defendeu.
José Saramago começou a escrever este conto em Fevereiro de 2007, altura em que já estava bastante doente, com um problema respiratório. Escreveu "umas 40 páginas" e parou, porque a doença se agravou. Acabou por ser hospitalizado durante três meses, tendo chegado a pensar que não terminaria o livro. Mas recuperou, regressou a casa em Fevereiro deste ano, embora "mal" - "de certo modo, uma sombra de mim mesmo", observou – reiniciou a escrita e acabou-o
em Agosto, no dia 12.
Pode, se quiser, obter mais informações sobre o escritor ou a sua obra na página da Fundação José Saramago ou no seu blogue.


6 de novembro de 2008

O escritor do mês

Matilde Rosa Araújo nasceu em Lisboa em 20 de Junho de 1921, em S. Domingos de Benfica, ainda numa Lisboa rural.
Depois de se ter licenciado na Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, correu o país, ensinando (Lisboa, Barreiro, Portalegre, Elvas e Porto). Foi também professora de futuros professores.
Escreveu mais de 40 obras para crianças e adultos e pertenceu a organizações como o Comité Português da UNICEF, o Instituto de Apoio à Criança ou a Sociedade Portuguesa de Escritores.
Colaborou em inúmeros jornais de Lisboa e da província.
Em 1980, recebeu o Grande Prémio de Literatura para Crianças, da Fundação Calouste Gulbenkian, e o prémio para o melhor livro infantil, pela mesma fundação, em 1996, pelo seu trabalho Fadas Verdes (livro de poesias de 1994).
Matilde Rosa Araújo recebeu o grau de Grande-Oficial da Ordem do Infante D. Henrique e, em Maio de 2004, foi distinguida com o Prémio Carreira, da Sociedade Portuguesa de Autores.
Na Biblioteca podes encontrar as seguintes obras desta escritora:

video

4 de novembro de 2008

Matilde Rosa Araújo na Biblioteca




A turma de 6ºB apresentou, hoje, perante as turmas de 5ºA e B, na Biblioteca, o resultado do seu trabalho de Área de Projecto sobre a escritora Matilde Rosa Araújo (MRA), a escritora do mês. Guiados pelas professoras Teresa e Cristina Gomes os alunos leram-nos alguns poemas e deram-nos a conhecer a bibliografia de MRA. Apresentaram-nos, também, a sua biografia representando um pequeno sketch em que simularam uma entrevista à escritora.

Aqui fica o poema de Matilde Rosa Araújo

"BALADA DAS VINTE MENINAS FRIORENTAS":

Vinte meninas, não mais,
Eu via ali no beiral:
Tinham cabecinha preta
E branquinho o avental.

Vinte meninas, não mais,
Eu via naquele muro:
Tinham cabecinha preta,
Vestidinho azul escuro.

As minhas vinte meninas,
Capinhas dizendo adeus,
Chegaram na Primavera
E acenaram lá dos céus.

As minhas vinte meninas
Dormiam quentes num ninho
Feito de amor e de terra,
Feito de lama e carinho.

As minhas vinte meninas
Para o almoço e o jantar
Tinham coisas pequeninas,
Que apanhavam pelo ar.

Já passou a Primavera
Suas horas pequeninas:
E houve um milagre nos ninhos.
Pois foram mães, as meninas!

Eram ovos redondinhos
Que apetecia beijar:
Ovos que continham vidas
E asinhas para voar.

Já não são vinte meninas
Que a luz do Sol acalenta.
São muitas mais! muitas mais!
Não são vinte, são oitenta!

Depois oitenta meninas
Eu via ali no beiral:
Tinham cabecinha preta
E branquinho o avental.

Mas as oitenta meninas,
Capinhas dizendo adeus,
Em certo dia de Outono
Perderam-se pelos céus.

1 de novembro de 2008

Biblioteca Municipal do Porto comemora 175 anos

Por ocasião do seu 175º aniversário, a Biblioteca Pública Municipal do Porto (BPMP) organiza visitas guiadas aos seu bastidores. De Outubro a Dezembro é possível percorrer locais que habitualmente não estão acessíveis ao grande público ou descobrir novas perspectivas sobre espaços já conhecidos.
O horário das visitas é o seguinte:

1 Outubro – 11H00 e 15H00
15 Outubro – 11H00 e 18H00
5 Novembro – 11H00 e 15H00
19 Novembro – 11H00 e 18H00
3 de Dezembro – 11H00 e 15H00
10 Dezembro – 11H00 e 18H00

O circuito das visitas guiadas pode ser visto aqui.
A exposição “Tesouros da Biblioteca Municipal do Porto” a decorrer de 20 de Outubro a 12 de Dezembro é algo que, também, não pode perder. É uma oportunidade única de ver peças e colecções especiais do vastíssimo património bibliográfico e documental da BPMP. É o caso do original de "O Diário de Vasco da Gama" , ou o manuscrito do livro "Só" de António Nobre.
Mais informações disponíveis aqui.

31 de outubro de 2008

HALLOWEEN...

Hallowen é a Noite das Bruxas, a noite em que há muitos, muitos anos, as pessoas acreditavam que os fantasmas voltavam à Terra em busca de alimento e companhia para levarem para o outro mundo. Para confundir essas almas penadas, quando saiam de casa, usavam máscaras a fim de não serem reconhecidas.
Na Biblioteca, podes ler livros que te contam histórias de bruxas e fantasmas. Eis alguns:



Se quiseres saber mais informações sobre o Halloween clica
aqui e encontrarás jogos, cartões, imagens para colorir, receitas especiais para este dia e muito mais...

30 de outubro de 2008

A Biblioteca Escolar na rádio


O Dr. Pacheco Pereira falou sobre a importância da leitura e da Biblioteca Escolar na vida das crianças. Fê-lo na rubrica “Vírus” no Rádio Clube Português, no dia 27 de Outubro. É possível ouvi-lo aqui.

29 de outubro de 2008

BIBLIOTECA VERDE?

Neste mês das Bibliotecas Escolares não resisto a partilhar com todos vocês o poema de Carlos Drummond de Andrade


Biblioteca Verde

Papai, me compra a Biblioteca Internacional
de Obras Célebres
São só 24 volumes encadernados
em percalina verde.
Meu filho, é livro demais para uma criança-
Compra assim mesmo, pai, eu cresço logo.
Quando crescer eu compro. Agora não.
Papai, me compra agora. É em percalina verde,
só 24 volumes. Compra, compra, compra.
Fica quieto, menino, eu vou comprar.

Rio de Janeiro? Aqui é o Coronel.
Me mande urgente sua Biblioteca
bem acondicionada, não quero defeito.
Se vier com arranhão recuso, já sabe:
quero devolução de meu dinheiro.
Está bem, Coronel, ordens são ordens.
Segue a Biblioteca pelo trem-de-ferro,
fino caixote de alumínio e pinho.
Termina o ramal, o burro de carga
vai levando tamanho universo.

Chega cheirando a papel novo, mata
de pinheiros toda verde. Sou
o mais rico menino destas redondezas.
(Orgulho, não: inveja de mim mesmo.)
Ninguém mais aqui possui a colecção
das Obras Célebres. Tenho de ler tudo.
Antes de ler, que bom passar a mão
no som da percalina, esse cristal
de fluída transparência: verde, verde.
Amanhã começo a ler. Agora não.

Agora quero ver figuras. Todas.
Templo de Tebas, Osíris, Medusa,
Apolo nu, Vénus nua... Nossa
Senhora, tem disso tudo nos livros?
Depressa, as letras. Careço ler tudo.
A mãe se queixa. Não dorme este menino.

O irmão reclama: apaga a luz, cretino!
Espermacete cai na cama, queima
a perna, o sono. Olha que eu tomo e rasgo
essa Biblioteca antes que peque fogo
na casa. Vai dormir, menino, antes que eu perca
a paciência e te dê uma sova. Dorme,
filhinho meu, tão fraquinho.

Mas leio. Em filosofias
tropeço e caio, cavalgo de novo
meu verde livro, em cavalarias
me perco, medievo; em contos, poemas
me vejo viver. Como te devoro,
verde pastagem. Ou antes carruagem
de fugir de mim e me trazer de volta
à casa a qualquer hora num fechar
de páginas?

Tudo o que sei é ela que me ensina.
O que saberei, o que não saberei nunca,
está na Biblioteca em verde murmúrio
de flauta-percalina eternamente.

27 de outubro de 2008

Houve festa na Biblioteca

Ao longo do dia de hoje, Dia Internacional da Biblioteca Escolar, foram acontecendo actividades na Escola e na Biblioteca. Ao princípio da manhã e da tarde, foi colocado um livro em cada sala de aulas. Pedia-se a cada professor que lesse, aos alunos, um pouco do livro selecionado.
Na Biblioteca e na sala de professores, foi oferecido um marcador a todos os alunos e professores.
Ao longo do dia, os alunos puderam participar num bibliopaper em que punham à prova o seu conhecimento da organização dos documentos na BE. Puderam, ainda, participar num inquérito de leitura.
No hall de entrada da Escola, durante todo o dia foi projectado um powerpoint (que pode ver aqui) com muitas das iniciativas da Biblioteca ao longo dos cinco anos que faz parte da RBE (Rede de Bibliotecas Escolares).
A hora do conto aconteceu para duas turmas de 5ºAno, onde foi lida a história de José Eduardo Agualusa "Sábios como camelos".
Finalmente, foi feito o lançamento do Concurso Nacional de Leitura, concurso este, aberto a todos os alunos do 3ºCiclo.

DIA INTERNACIONAL DA BIBLIOTECA ESCOLAR


27 de Outubro é o Dia da Biblioteca Escolar.
Diz o site da RBE "De acordo com os princípios estabelecidos pela IASL, relativamente ao "Mes Internacional da Biblioteca Escolar - "...O Mês Internacional da Biblioteca Escolar permitirá aos responsáveis pelas bibliotecas escolares, em todo o mundo, escolher um dia, em Outubro, que melhor se adeque à sua situação de forma a celebrar a importância das bibliotecas escolares... " - o Gabinete da Rede de Bibliotecas Escolares decidiu declarar o dia 27 de Outubro como o DIA da BIBLIOTECA ESCOLAR, permitindo às escolas a preparação atempada de actividades específicas a realizar neste dia, independentemente de todas as acções que possam levar a efeito noutros dias do mês."
Assim, parabéns BE!




Click to play Parabéns BE Jovim
Create your own scrapbook - Powered by Smilebox

24 de outubro de 2008

AS MAIS BELAS BIBLIOTECAS DO MUNDO


Porque tudo o que é belo dá prazer, oferecemos imagens de bibliotecas inesquecíveis!
Podem ser vistas aqui.

21 de outubro de 2008

GÉNIOS NA BIBLIOTECA


Chegaram hoje e podes encontrá-los na estante das novidades.

CUIDADOS COM O LIVRO

Nesta semana em que a BE é visitada pelos alunos do 5ºAno, este pequeno filme vem mesmo a calhar, não acham? Ele lembra os cuidados que devemos ter com os livros .

20 de outubro de 2008

VISITA À BIBLIOTECA

A Biblioteca iniciou, hoje, as visitas dos alunos de 5º Ano, com a colaboração dos professores de Área de Projecto e/ou Estudo Acompanhado. As visitas guiadas têm o objectivo de dar a conhecer aos alunos as diferentes áreas da BE, as regras para a respectiva utilização, a forma como os documentos estão organizados e como pesquisar no catálogo. A CDU (Classificação Decimal Universal) já não é desconhecida para os meninos do 5ºE que, na próxima vez que vão à BE, já sabem como e onde procurar um determinado documento. Claro que, se tiverem dificuldade , podem sempre recorrer a um dos elementos da equipa da Biblioteca.

Todos receberam o guia do utilizador bem como um certificado atestando os conhecimentos que adquiriram nesta formação.


O catálogo da Biblioteca está disponível no site da RBEP(Rede de Bibliotecas Escolares do Porto) em http://194.79.88.139/rbep/catind.asp?id=0&base=avjov.

Para saber se um determinado livro existe na Biblioteca só tens que clicar no endereço e iniciar a pesquisa por título, autor, editora, assunto...

Podes, também, encontrar o link na coluna do lado esquerdo sob o nome de CATÁLOGO EM LINHA.

3 de outubro de 2008

DIA MUNDIAL DO SORRISO

Hoje é o Dia Mundial do Sorriso e é um óptimo motivo para reiniciar o blogue Biblioteca em Linha. Efectivamente, é com um sorriso rasgado que o fazemos. Afinal, um sorriso:

“Não custa nada e rende muito…
Enriquece quem o recebe, sem empobrecer quem o dá.
Dura somente um instante, mas seus efeitos perduram para sempre.
Ninguém é tão rico que dele não precise.
E ninguém é tão pobre que não o possa dar a todos.
Leva a felicidade a muita gente e a toda parte.
É o símbolo da amizade, da boa vontade. É alento para os desanimados; repouso para os cansados; raio de sol para os tristes; consolo para os desesperados.
Não se compra nem se empresta.
Nenhuma moeda do mundo pode pagar seu valor.”

http://www.essencialsites.com.br/OValordeUmSorriso.htm

O nosso sorriso justifica-se plenamente pelo facto de voltarmos a dar notícias, a estar com vocês e a dar-vos conta de tudo o que se passa na Biblioteca. Queremos partilhar a nossa satisfação e, por isso, oferecemos a todos uma canção do grupo Cabeças no Ar. Como podem ver liga bem com o tema da nossa mensagem de hoje - Biblioteca e Sorriso.




Cabeças No Ar - O Baile Da Biblioteca (9/13)
Enviado por Videos_Portugal

30 de maio de 2008

POEMAS SOL TOS

Realiza-se no dia 6 de Junho, pelas 21.30h , no Auditório Municipal de Gondomar, o lançamento do livro e a entrega dos prémios do Concurso de Poesia "Poemas Sol tos 2008".
Este concurso realiza-se pelo quarto ano consecutivo e é promovido pelo Centros de Recursos Educativos das escolas do concelho de Gondomar. Envolve, pois, todos os alunos do concelho, desde o 1ºCiclo até ao Ensino Secundário.
Este ano, participaram os Agrupamentos Verticais de Baguim, das Escolas de Gondomar, de Jovim e Foz do Sousa, de Marques Leitão - Valbom, de Rio Tinto Nº 2, de São Pedro da Cova, as Escolas Secundárias de Gondomar, Rio Tinto, S. Pedro da Cova, Valbom e a Escola Profissional de Gondomar, num total de 19 escolas. Concorreram 350 alunos, com 490 trabalhos.
O júri dos escalões A (1º Ciclo) e B (2º Ciclo) foi constituído pelo escritor Vítor da Rocha, pelo poeta Ferreira da Costa e por Liliana Pires da Cultura da Câmara Municipal de Gondomar. O vereador da Cultura da Câmara Municipal de Gondomar, Fernando Paulo Sousa, a historiadora Fina d’Armada e a poetisa Luísa Osório integraram o júri dos escalões C (3º Ciclo) e D (Secundário).
Mais uma vez, esta iniciativa contou com o apoio da Câmara Municipal, nos prémios, e da professora Sofia Toscano que concebeu os cartazes e a capa do livro. A Editora Artescrita e a Portugal Design sao outras empresas com quem o "Poemas Sol tos" pôde contar.

29 de maio de 2008

LEITURAS ILUSTRADAS

Este é mais um filme realizado com base nos trabalhos de ilustração dos alunos da escola. Desta vez, podemos apreciar a obra de Sophia de Mello Breyner Andresen "A Menina do Mar", na visão do 5ºE.
Parabéns!

19 de maio de 2008

"A maior flor do Mundo"


"A Maior Flor do Mundo" é um livro infantil de José Saramago que conta a história de um menino que vai até ao fim do mundo para salvar uma flor.

Podes requisitar "A Maior Flor do Mundo" na Biblioteca (vale a pena ler este livro) mas podes, também, deliciar-te com este filme de animação em que Saramago aparece como narrador e como personagem.


7 de maio de 2008

Um livro para ler e ouvir

Clica no link abaixo e ouve e lê a história "Não quero usar óculos".

http://static.publico.clix.pt/docs/cultura/naoquerousaroculos/index.html

9 de abril de 2008

CONCURSO NACIONAL DE LEITURA (2ª Fase)




A Catarina Oliveira do 9º C foi uma das alunas seleccionadas para a prova oral do Concurso Nacional de Leitura, na Biblioteca Almeida Garrett.

A sua sensibilidade e conhecimentos estiveram à prova neste dia, mas a Catarina, apesar de um pouco nervosa, representou muito bem a escola.

Os resultados desta última fase do Concurso Nacional de Leitura serão conhecidos no dia 10 de Abril.


Um ilustrador na escola









Numa actividade planeada pelo grupo da EVT, com o apoio da Biblioteca, esteve na escola o ilustrador Aurélio Mesquita em conversa com alunos de 5º e 6º Anos.


Esta visita permitiu a estes alunos saber como se faz a ilustração de um livro. Com efeito, estes anos de escolaridade,durante todo o 2º Período, ilustraram livros lidos sendo a visita do ilustrador o culminar dessa actividade.

Aurélio Mesquita fez um curto historial da ilustração ao longo dos tempos, explicando, então, as técnicas que utiliza no seu trabalho. Os alunos presentes tiveram, ainda, oportunidade de ver e apreciar algumas das suas obras.

A sessão terminou com uma entrevista que permitiu conhecer melhor este artista.

Leituras Ilustradas


As ilustrações dos alunos são lindíssimas.Com música ficam irresistíveis. Parabéns, meninos, pelos vossos trabalhos!

O RAPAZ DE BRONZE de Sophia de Mello Breyner Andresen




A FADA ORIANA de Sophia de Mello Breyner Andresen

6 de abril de 2008

Leituras Ilustradas


Foram expostos na escola os trabalhos de ilustração realizadas pelos alunos de 5º e 6º Anos ao longo do 2º Período.
Estes trabalhos foram elaborados após a leitura de obras como " A Árvore", O Rapaz de Bronze", A Menina do Mar", "A Floresta", nas disciplinas de Língua Portuguesa, Área de Projecto e Estudo Acompanhado. À disciplina de EVT e aos seus professores coube ajudar os alunos a pôr no papel, todas as imagens que a leitura destas obras proporcionou.
É, realmente, um prazer ver os trabalhos que resultaram deste esforço colectivo.
Parabéns a todos!


1 de abril de 2008

Dia Internacional do Livro Infantil

Dia 2 de Abril, estará na nossa escola o ilustrador Aurélio Mesquita.
Aurélio Mesquita nasceu, em 1952, no Porto e reside em Rio Tinto.
Trabalhador independente, elabora design gráfico e ilustração manual e digital de inúmeros projectos gráficos para diversos clientes, nomeadamente Porto Editora, ASA e Lab. Bial.Dedica-se às Artes Plásticas desde 1973, praticando pintura, fotografia e criação digital, para além da dinamização de várias iniciativas artísticas no concelho de Gondomar.Realizou mais de uma dezena de exposições individuais. Foi premiado e distinguido em pintura, fotografia e design, figurando no Dicionário de Pintores e Gravadores Portugueses.
Aurélio Mesquita estará com alunos de 2º Ciclo que, na disciplina de EVT,ao longo de todo o 2º Período, trabalharam a ilustração de obras lidas em Língua Portuguesa.

Dia Internacional do Livro Infantil 2008





O Dia Internacional do Livro Infantil comemora-se a 2 de Abril em homenagem ao escritor Hans Christian Andersen, que nasceu nesta data.
Todos os anos um escritor e/ou um ilustrador são convidados a produzir um texto ilustrado para celebrar este dia.


Este ano, foi convidado Chakrabhand Posayakrit que escreveu:



Os livros iluminam, o conhecimento encanta



A busca de conhecimento por meio da leitura tem de tornar-se uma prioridade e deveria ser incrementada logo na infância.
Desde muito cedo se incute nas crianças tailandesas o desejo de conhecimento pela leitura, com base numa tradição e numa cultura sublimes.
Os pais são os primeiros professores das crianças e os monges tornam-se os principais mentores da sua orientação e educação, intelectual e mental, tanto no que respeita aos assuntos do mundo como no tocante aos valores espirituais.
Encontrei inspiração para a minha ilustração em ancestrais tradições do meu país. Por um lado, a tradição de contar histórias às crianças, por outro, a de aprender pela leitura de inscrições em folhas de palmeira e em tabuinhas que se destinam exclusivamente a ser lidas.
As narrativas escritas em folhas de palmeira provêm da tradição budista. Contam a vida de Buda e recontam histórias das jatakas (fábulas e parábolas), com a nobre intenção de cultivar as mentes jovens e de lhes instilar fé, imaginação e um sentido moral.

Tradução: José António Gomes



Chakrabhand Posayakrit nasceu em 1943, em Banguecoque. Formou-se em Pintura pela Universidade de Silpakorn, em 1968, e ensinou na Faculdade de Artes Decorativas da mesma universidade. Doutorou-se em Artes pela Universidade de Chulalongkorn, em 1989, e, actualmente, dedica-se, por inteiro, à sua criação artística.
Além de uma importante obra no domínio da pintura e da ilustração, o artista dedicou-se recentemente à criação de marionetas e à pintura de cenas inspiradas na literatura tailandesa. No poster que acompanha a sua mensagem, Posayakrit regista uma cena tradicional da cultura tailandesa: diante da sua mesa de leitura, uma criança debruça-se sobre as inscrições de um livro de bambu, evocando assim o saber que emana de antigas jatakas budistas, uma colecção de narrativas populares (contos, fábulas e principalmente parábolas) cujo propósito é iluminar o caminho dos homens rumo à sabedoria.

31 de março de 2008

LEITURAS ILUSTRADAS

Num trabalho conjunto com Língua Portuguesa de 2º Ciclo, o grupo de Educação Visual e Tecnológica trabalhou obras do Plano Nacional de Leitura. Os alunos leram as obras sendo estas, posteriormente, ilustradas nas aulas de EVT. Os trabalhos começam agora a ser expostos e são, seguramente um motivo de orgulho para alunos e professores.
Como obras de arte que são, merecem ser vistas com atenção, com tempo e com calma...num ecrã perto de si.




29 de março de 2008

Semana da Leitura - algumas fotos

Apresentação de " Uma Menina Especial"



Concurso de Leitura



Exposição de trabalhos


11 de março de 2008

LEITURAS



Este livro já foi aconselhado aqui, por outra aluna. No entanto, não posso deixar de aceder ao pedido da Bruna e colocar a sua opinião sobre "Queimada Viva", um livro que nos deixa impressionados pela crueldade narrada.




O livro que mais gostei de ler foi “Queimada Viva” da autoria de Souad.
Este livro retrata a história de uma rapariga que tinha dezassete anos e estava apaixonada. Na sua aldeia, na Cisjordânia, o amor antes do casamento era sinónimo de morte. Souad por ter ficado grávida e foi queimada com gasolina por um cunhado…
Gostei muito de ler este livro, porque retrata a história de uma mulher que conseguiu ter coragem e força de vontade para continuar a viver mesmo depois de todo o sofrimento.
Este livro está muito bem apresentado. É interessante lê-lo pois ficamos a conhecer também um outro pais.
Na minha opinião, não gostava de lá viver, pois como sou mulher seria mal tratada.
Aconselho este livro aquelas pessoas que queiram conhecer uma história inacreditável e comovente.
Bruna Pereira, Nº7 9ºC

LEITURAS



Titulo: Poeta (às vezes)


Autor: Maria Teresa Maia Gonzalez


O livro que li conta a história de um menino que gostava muito de escrever poemas. Toda a gente reconhecia o seu talento excepto o seu pai que dizia que ele era um inútil porque passava a vida a escrever versos. O seu pai queria que ele fosse para Direito e não havia volta a dar.Rafael escrevera um livro “ Cardiografia”.O poeta, tinha um amigo o Andrew que era um actor bastante profissional. A amizade de ambos era demasiado forte, embora, não admitissem algo mais que sentiam um pelo outro. Esta História acaba com um final triste, pois Andrew acaba por ser encontrado morto num quarto de banho com um frasco na mão e duas cartas no bolso destinadas a Rafael. “Suicidara- se “ assim, devido ao amor que sentia pelo amigo e que julgava não ser correspondido.Personagem mais importante: Para mim a personagem mais importante desta história, foi o poeta (Rafael) porque era o único verdadeiro amigo de Andrew não só devido ao que sentia em relação ao amigo mas também por o aceitar como ele era.
Opinião/Crítica:A minha opinião em relação ao livro é bastante positiva. Gostei verdadeiramente do que li porque me despertou uma grande atenção em relação à vida, podendo ser um caso real.É um livro muito bonito, embora uma parte do seu desfecho seja um pouco triste mas a vida é mesmo assim.
Gostei muito do livro, e aconselho-vos a lerem, pois depois de conhecerem toda a história irão perceber que valeu a pena lerem a obra.


Susana Teixeira, nº22 9ºC

LEITURAS







Título da obra: Uma miúda Ousada

Autor: Jacqueline Wilson

Editora: Editorial Presença

Este livro fala-nos de uma menina chamada Tracy Beaker de 10 anos.
Esta menina escreveu um diário onde conta bons e maus momentos que lhe aconteceram nestes poucos anos de existência.
Tracy vive num lar mas gostava de um dia vir a ter a sua própria família.
Nesse lar passou momentos agradáveis e outros desagradáveis.
A Tracy Beaker queria um dia encontrar a sua mãe e partir para Hollywood, onde desejava tornar-se estrela de cinema, como a mãe.
Este livro fala de toda a sua vida ate encontrar uma mãe adoptiva.


Opinião:Eu gostei muito deste livro e aconselho toda a gente a lê-lo.



Ana Martino, nº1 9ºC




4 de março de 2008

A EB1 do Outeiro e a EB2,3 de Jovim na Semana Concelhia da Leitura

Alunos da E.B.1 do Outeiro e a E.B.2,3 de Jovim (escolas do Agrupamento Vertical de Jovim e Foz do Sousa) estiveram, hoje, na Biblioteca Municipal de Gondomar.
Integrada na Semana Concelhia da Leitura, esta visita pretendeu, não só animar a Feira do Livro mas também mostrar um pouco do que os alunos fazem na escola.
Após a chegada, cerca das 14.30h, os alunos visitaram a Biblioteca, após o que se dirigiram para o auditório.
Os alunos da E.B.1 do Outeiro representaram Alice no País das Maravilhas, tendo sido muito aplaudidos pela assistência. Com efeito, estavam muito bem ensaiados tendo apresentado um espectáculo cheio de cor e animação.




Foi, então, a vez da E.B.2,3 de Jovim que deu início à sua apresentação com o filme "Memórias de um Cavalinho de Pau" de Alexandre Parafita. Seguidamente, os alunos recitaram poemas do escritor.
Natural de Trás-os-Montes, Alexandre Parafita escreveu inúmeros poemas sobre animais. A aranha, o papagaio, o gato, o rato, a borboleta, o boi, o coelhinho, o pirilampo ganharam, hoje, vida na voz do Bruno, da Ana, da Catarina, da Luisa...



No final do espectáculo, todos os presentes tiveram a oportunidade de conhecer a escritora Cidália Fernandes e assistir à apresentação do seu novo livro "Marco e Luna na Terra dos Gnomos ".


28 de fevereiro de 2008

EXPERIÊNCIAS DE LEITURA


Os alunos do 9ºC têm vindo a trabalhar a poesia e têm, não só produzido, mas lido muitos poemas. O Ricardo Santos escreve acerca de “Pedaços de Mim”, um livro de José de Guimarães, numa edição da Câmara de Vila Nova de Gaia.


"O livro que mais gostei foi ”Pedaços de Mim” de José Guimarães.
A obra organiza-se em vários capítulos e também por temas. Assim, encontramos vários poemas sobre temáticas variadas

O poema que mais me agradou foi
“Mil Vezes Repeti” que quero partilhar convosco:

Mil vezes repeti, palavras de matar
Palavras que inventei, feitas de raiva e dor
Baixinho as repeti, p´ra quando te encontrar
Eu te poder dizer de todo o meu rancor

Mil vezes repeti, esperando aquela hora
De te mostrar o ódio que existe em meu sentir
Olhar-te bem de frente, deitar cá para fora
Palavras escondidas, mas que terás de ouvir

Ferir aquela coisa, que tens dentro de ti
Chamada coração, mas que não sabe amar
Com medo de esquecer, mil vezes repeti
Palavras que são pedras, pedras p´ra te atirarem

Com amor te deixei, se um dia encontrares
Vou dizer-te do nojo, que sinto e que te dei
Mas se um beijo me deres, e boca me calares
Vou prender-te em meus braços e tudo esquecerei.


Eu adorei este poema por várias razões: pela lição que transmite aos leitores mas também porque, de certa maneira, toca um bocado na minha vida.
José Guimarães ensina muito com este livro pois leva-nos a reflectir sobre vários aspectos de nossa vida."

26 de fevereiro de 2008

SEMANA DA LEITURA




Inicia-se na próxima semana a Semana da Leitura. À semelhança do que aconteceu o ano passado, a nossa escola vai desenvolver actividades ligadas à leitura e à poesia.

24 de fevereiro de 2008

Novidades PNL


Estas são algumas das obras adquiridas no âmbito do PNL, já disponíveis para requisição.

20 de fevereiro de 2008

Apresentação de Tânia Rodrigues




Aconteceu, hoje, na Biblioteca, a apresentação da jovem escritora Tânia Rodrigues.
Natural de Jovim, esta jovem de 19 anos, tem um conto publicado na colectânea Feliz Natal Gondomar.
"Cartas ao meu Avô ", o livro apresentado, é um conjunto de crónicas e histórias ficcionadas onde a autora nos abre as portas do seu mundo. Sob a forma de cartas, Tânia Rodrigues presta uma homenagem ao seu avô desaparecido revelando, ao mesmo tempo, ao leitor a sua própria maneira de ver/viver a vida.
Jovem de uma grande força interior, deixa transparecer nas suas histórias a luta que, muitas vezes, é necessário travar para conseguir o que se quer na vida.
"O que importa é a força que temos para superar a dor e enfrentar a vida.” diz a Tânia Gonçalves.
Questionada sobre a razão pela qual escreve diz que adora escrever porque é uma forma de exprimir o que sente sem ter de falar. “A escrita, para mim, é um refúgio do mundo exterior, é como se houvesse um mundo meu, em que eu própria o idealizo, inspirando-me em situações do quotidiano”.
Além de escrever, gosta de passear, das coisas boas da Natureza e de viver longe do stress.